Redes Temáticas

- Redes Temáticas

As Redes Temáticas são associações de grupos de investigação de entidades públicas ou privadas dos países membros do Programa CYTED, cujas actividades científicas ou tecnológicas estão relacionadas dentro de um âmbito comum de interesse.

As Redes Temáticas pretendem proporcionar entre os grupos

  • Interacções científicas estáveis e continuadas.
  • Intercâmbios de conhecimento científico e técnico de interesse mútuo.
  • Potenciação sinérgica e coordenação das linhas de I+D.
  • Intercâmbios e mobilidade do pessoal de investigação.
  • Formação de recursos humanos.
  • Capacitação técnica e metodológica.
  • Elaboração de propostas de possíveis Projectos de Investigação ou Projectos de Inovação IBEROEKA.
  • Acções de difusão e transferência tecnológica entre grupos ou entidades diferentes, sempre que sejam tecnicamente, economicamente e comercialmente viáveis.

As Redes Temáticas têm como objectivo principal a troca de conhecimentos entre grupos de investigação e o aumento o da cooperação como método de trabalho.

Área 1.- Agroalimentación

Área 2.- Salud

Área 3.- Promoción del Desarrollo Industrial

Área 4.- Desarrollo Sostenible, Cambio Global y Ecosistemas

Área 5.- Tecnologías de la Información

Área 6.- Ciencia y Sociedad

Área 7.- Energía

Área 8 .- Incubadora de Empresas

Área 9.- Proyectos Estratégicos

- Acções de Coordenação

As acções de Coordenação de Projectos de Investigação tem como finalidade apoiar a mobilidade dos participantes num projecto de I+D realizado por grupos de investigação de entidades públicas e privadas dos países membros do Programa CYTED, constituindo uma equipa multidisciplinar de carácter internacional. O objectivo fundamental destes projectos deve ser a transferência dos seus resultados para os sistemas produtivos ou de serviços dos países participantes.

Também é desejável que as Acções de Coordenação de Projectos de Investigação possam propiciar futuros Projectos de Inovação IBEROEKA para explorar comercialmente os frutos das investigações realizadas.

A execução destes projectos possibilita, além da mobilidade dos investigadores, a formação de recursos humanos, o intercâmbio metodológico e de técnicas, etc., que não só redundam numa optimização dos recursos colocados no projecto, mas também produzem uma elevação geral do nível científico e técnico do conjunto dos grupos participantes.

Estar integrado por um mínimo de seis participantes de pelo menos seis países membros do Programa, valorizando-se positivamente a maior cobertura geográfica possível. A sua duração máxima é de 4 anos.